9

Sindrome da cabeça chata

Já ouviu falar? Na linguagem cientifica, a síndrome é chamada de plagiocefalia. É mais comum do que se imagina e pode ter diferentes causas, algumas pré-natais, outras adquiridas após o nascimento. A mais comum é o hábito moderno de se deitar os recém-nascidos de costas, virados para cima. Aliás, essa é a posição mais recomendada pelos pediatras desde a década de 90 para se prevenir a chamada “morte-súbita” (recentemente teve até uma campanha do Governo Fedral, lembra?). O achatamento pode ocorrer na parte de trás da cabeça e muitas vezes também na lateral do crânio, causando assimetria facial. Quando a “cabeça chata” é provocada pela posição do bebê na cama, ela é chamada de “plagiocefalia posicional”. Ela acontece porque, nos bebês recém-nascidos, os ossos do crânio ainda não estão completamente endurecidos. Aí, a pressão do colchão ou do travesseiro sobre o crânio pode achatá-lo. Se você suspeitar de que seu bebê tenha qualquer uma dessas condições, não se desespere. Procure o pediatra o quanto antes!

No mercado existem alguns acessórios que ajudam a evitar o achatamento, mantendo ele na posição recomendada pelos médicos. Um deles é o Baby Head, esse travesseiro bem macio que vem com um local onde a cabeça do bebê se encaixa. Ele é feito de uma espuma com memória. Isso mesmo! Daquelas que voltam à forma original depois do uso. A invenção é australiana e foi desenvolvida junto a profissionais de saúde. O desenho em forma de maçã permite que a criança possa virar a cabeça protegendo sua forma. Melhor prevenir, não é?
Bjocas!



(Acesse o BarrigaDura www.barrigadura.blogspot.com)

9 comentários:

Andreia disse...

Sabe onde posso encontrar este travesseiro? Não encontrei via internet...

Rafael disse...

onde encontrar essa almofada.

sara

Anônimo disse...

Onde posso comprar este travesseirinho? Preciso de ajuda...

Anônimo disse...

FOM - Shopping Anália Franco vende vários. ;)

Anônimo disse...

lojas havan
http://www.havan.com.br/havan/interface/default.asp?template_id=&partner_id=&tu=&dept_id=&catalogo=&IdGl=&auction_id=&isLoaded=&teste=

Florianóplis - SC
Brusque - SC
Palhoça - SC

Anônimo disse...

Ei meu nome é Cristiane Gomes de Medeiros Marques ( kris_florzinha@hotmail.com ), sou de Natal (RN), casada, tenho uma filha (Bruna), adorei a dicaaaa, ótima matéria, vou passar pra todos aqui. Beijosss

Anônimo disse...

Esse travesseirinho pode ajudar, mas algumas vezes a cabecinha do bebê não volta ao normal, e é preciso colocar um'"capacetinho" (órtese). Vale a pena tentar o reposicionamento e o uso do travesseiro, mas se não voltar até os seis meses de idade, é melhor procurar um especialista para avaliar o crânio do bebê, pois depois de uma idade a assimetria não é mais corrigida. Tem uma clínica que faz as avaliações com escaneamento a laser que dá a medida exata do cranio e aponta se há assimetria ou não. O nome da clínica é Cranial Care e fica em São Paulo (www.cranialcare.com.br)

Anônimo disse...

Em porto alegre eu encontro esse travesseirinho? Tenho pressa, meu bebê já tem 3 meses e a cabeçinha está bem chata...

Anônimo disse...

Tudo jogada de marketi.g me chamo Leonardo el mago feio rj . Email leoxavier25@gmail.com. A unica parrw mole do cranio e a parte do tampo ,chamada moleira. nao caiam nessa

Postar um comentário

O que você achou desse post?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...