0

Campanha contra Gripe


Grávidas e crianças com idade entre 6 meses e 2 anos têm direito de receber a dose gratuitamente
Começou no sábado (5), a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, do Ministério da Saúde. Se você está grávida ou tem filhos com idade entre 6 meses e 2 anos, reserve um horário na agenda para passar em um posto de vacinação até o dia 25 de maio. A vacina é gratuita para idosos, gestantes e crianças nessa faixa etária. 

Isso porque, como explica o infectologista Jean Gorintchteyn, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, as grávidas e os bebês têm mais risco de adquirir formas graves da doença. As crianças porque têm o sistema imunológico imaturo, já as gestantes pela queda normal da imunidade durante a gravidez. 

Segundo o Ministério, os pais devem ficar atentos para um detalhe: as crianças que tomaram a vacina em 2011 devem receber apenas uma dose agora. As que serão vacinadas pela primeira vez, duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas. 
A vacina é segura
Não há risco de o seu filho ficar gripado por causa da vacina. Segundo Gorintchteyn, a dose é composta por fragmentos virais, e não vírus de verdade. Esses fragmentos provocam uma resposta imunológica bem mais branda do que uma contaminação real (pegar a gripe) e estimulam o organismo a produzir anticorpos. 

Os efeitos colaterais são leves, como febre e dor no local, e nem todas as crianças podem apresentá-los. Se isso acontecer, fale com o pediatra, que deve indicar um analgésico e antitérmico para aliviar os sintomas. 

Se você está grávida, saiba que pode receber a dose em qualquer época da gestação. E a proteção se estende ao bebê também. Estudos já mostram que os anticorpos da mãe passam pela placenta, protegendo seu filho nos primeiros meses de vida. Outro benefício é que a chance de você ficar gripada no pós-parto é menor, evitando, assim, transmitir a doença para ele. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) não há nenhuma contraindicação dessa vacinação para as gestantes. 
Grupo de risco 
Se o seu filho tem mais de 2 anos, mas apresenta alguma doença crônica, como asma, problemas pulmonares ou cardíacos, ele também terá o direito de receber a vacina nos postos de saúde. Basta que você leve uma receita do pediatra explicando o problema dele. 

Os demais grupos de risco são idosos (vale avisar os avós das crianças!), profissionais de saúde e indígenas. Para quem não se encaixa em nenhuma dessas categorias, a vacina está disponível nas clínicas particulares, por cerca de R$ 70. 
Contato físico ajuda a acalmar bebê depois da vacina 

Um estudo publicado na revista científica Pediatrics, realizado no Children's Hospital of The King's Daughters in Norfolk, nos Estados Unidos, descobriu que medidas simples ajudam a acalmar os bebês depois de uma dose de vacina. A técnica é conhecida como os “5 Ss”, sigla em inglês para cinco ações: enrolar o bebê em um cobertor, colocá-lo de lado ou de bruços, fazer “psiu”, embalar e deixar ele sugar. Após analisar 230 bebês saudáveis de 2 a 4 meses, os pesquisadores constataram que, quando as mães seguiram pelo menos quatro dos cinco passos, os filhos pararam de chorar na mesma hora ou mais rapidamente que outro grupo de recém-nascidos que ingeriu açúcar, conhecido por seu efeito anestésico.

0 comentários:

Postar um comentário

O que você achou desse post?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...